Dona Maria do Camboatá – letra, significado e um pouco de história


Dona Maria do Camboatá,

Ela chega na venda ela manda botar

Dona Maria do Camboatá

Ela chega na venda e dá salto mortá

Quem foi Dona Maria do Camboatá?

Dona Maria do Camboatá foi uma mulher capoeirista lendária. Ela foi uma lutadora exemplar que morou em Bahia no final do século 19 e começos do século 20.

Eu pesquisei para saber mais da sua história mais, basicamente a música é a sua história. Conhecemos Dona Maria a través da sua música.

¿Qué é e onde está Camboatá?

Camboatá é uma cidade na região de Pojuca em Bahía. Está a umos 160 Km de Salvador (norte).

Camboatá é também o nome de uma planta medicinal natural do Brasil, o seu nome científico é Cupania Vernalis.

Os seus frutos se usam como remedio para problemas gástricos, inflamações e artritis. Podemos fazer um chá com as suas folhas que ajuda em casos de pressão alta.

¡Acho que a Dona María poderia ter tomado um pouco desse chá para dar uma relaixada! 🙂

Cupania Vernalis

Ave Maria!

Não temos que confundir Dona Maria de Camboatá com Maria Doze Homens, Maria Homem, o com Maria Felipa de Olivera – todas elas foram temidas figuras femeninas da história da Capoeira.

Maria Homem foi outra infame capoeirista de rua em Bahia, as suas proezas seguen vivas na tradição oral das cantigas e histórias de capoeira..

Mestre Pastinha diziea que ela gostava de beber num bar da plaça do Pelourinho. Um dia 3 policías tentaron apresar ela por desordem publica, estava bebada. Ela derrubou eles um depois do outro!

Parece que Maria Doze Homens e a sua amiga MariaSalomé gostavan muito da samba e da capoeira. Elas eran conhecidas por arranjar problemas em Bahia nos anos 20 e 30.

Mas como sempre acontece na tradição oral os detalhes são poco e confusos.

Tem histórias que garantem que o nome “Doze Homens” foi dado depois de vencer (em algumas versões da história: de matar) 12 policías numa briga.

Outros dizem que foi por treinar com o Mestre Doze Homens, e também podemos achar histórias falando da sua amizade com Besouro Mangangá…

Maria Felipa de Oliveira

Maria Felipa de Oliveira, ela vendia frutos do mar na ilha de Itaparica. Era uma famosa capoeirista que, junto com outras 40 mulheres, atirarom (tradição oral) 42 navios da Armada Portuguesa no assédio na cidade de Salvador. Este fato aconteceu durante a Guerra da Independência do Brasil.

Dizem que as numerosas baixas que causaram Maria e as outras mulheres foram decisivas na derrota dos portugueses e na liberação de Bahia.

Os expertos dizem que provavelmente Maria jogava capoeira no Cais Dourado, esse fato lhe deu vantagem sobre a frota portuguesa.

¿As Marias eram realmente Capoeiristas?

É muito difícil responder com seguridade a essa pergunta.

Até se parece inegável que Maria Felipa lutou pela libertade de Bahia, é complicado confirmar se realmente ela treinava capoeira.

Mesmo se achamos registros policiais informando da detenção de mulheres chamadas “Maria” por agressões e brigas, temos poucas evidências de mulheres capoeiristas antes do século 20.

As evidências indicam que, tradicionalmente, e como na maioria das tradições afro-brasileiras, a roda de capoeira era controlada por homens (não como no Candombé onde só dançam as mulheres).

Para ssaber mais da história das mulheres na Capoeira escutem o nosso Podcast número 6.

Dona Maria do Camboatá – letra


Dona Maria do Camboatá
Ela chega na venda ela manda botar
Dona Maria do Camboatá

Ela chama o menino e manda comprar
Dona Maria do Camboatá
Se não tem, se não acha ela manda trocar
Dona Maria do Camboatá
É do Camboatá, é do Camboatá
Dona Maria do Camboatá

Volta na venda pra reclamar
Dona Maria do Camboatá
Ela chega na venda e começa a gritar
Dona Maria do Camboatá
Ela chega na venda e começa a gingar
Dona Maria do Camboatá
Ela chega na venda e dá salto mortá
Dona Maria do Camboatá

É do Camboatá, é do Camboatá
Dona Maria do Camboatá

Deixe uma resposta